quinta-feira, 10 março
EX-FUNCIONÁRIOS DA FURLAN VENCEM NA JUSTIÇA COM O APOIO DO SINDICATO E RECEBEM OS SEUS DIREITOS
Equipe jurídica e presidente Márcia Caldas receberam trabalhadores na sede administrativa.

Presidente Márcia Caldas e equipe jurídica receberam trabalhadores na sede administrativa.

 

Logo no início da pandemia, o Sincomerciários recebeu a informação de que a empresa J.L Furlan havia demitido todos os empregados de uma unidade. Ou seja, ocorreu uma “demissão coletiva”, usando o expediente como motivo de força maior.

O sindicato buscou uma negociação amigável com a empresa e o seu advogado, visando a desconsideração das dispensas ou uma conciliação, porém, a resposta foi negativa. Como a proposta inicial acabou não sendo aceita, a partir de então, o departamento jurídico passou a analisar os termos e verificou que a empresa em questão fez uso de um artigo de lei chamado “motivo de força maior”, porém, entendíamos não ser aplicável na situação atual.

Portanto, por determinação do diretor jurídico (Dr. Miltermai Sanches), o departamento jurídico do Sincomerciários ingressou na justiça do trabalho, através de uma ação civil pública, a fim de buscar o reconhecimento dos direitos de seus representados. A ação foi julgada procedente e a empresa condenada a pagar a diferença a todos os empregados, com juros e correção monetária, assim, representamos no processo apenas os funcionários que nos procuraram pelo seu direito.

A presidente Márcia Caldas comemorou o resultado do trabalho: “É mais uma ação que comprava que o Sindicato está atento aos direitos do trabalhador. Por, isso, qualquer irregularidade deve ser denunciada!”.

 

TRABALHADORES BENEFICIADOS AGRADECEM O APOIO DO SINDICATO

 

Alessandro Borges Pereira da Silva, que era motorista na empresa Furlan, comentou: “Recorri ao sindicato por meio de uma indicação. Agradeço muito o trabalho excelente realizado pelo Sindicato e essa conquista que veio em boa hora. Muito feliz!”.

Romário Graciano Gonçalves Moraes, que era auxiliar administrativo, ressaltou: “Essa conquista importante realça como é sério o trabalho do Sincomerciários, que age de modo efetivo em prol a todos nós, trabalhadores. O Sindicato cumpriu maravilhosamente o seu dever e nos concedeu o que é nosso por direito. A justiça foi feita!”.

Thiago Ferreira Ribeiro, auxiliar de garantia, destacou: “Achei muito satisfatório o resultado da nossa luta junto ao Sindicato. Muito gratificante receber este dinheiro que a gente trabalhou para ter, ainda mais nesta fase difícil que ainda vivemos! Obrigado a todos!”.

Diógenes Carvalho Pereira da Silva, que era conferente na empresa, disse: “Esse dinheiro chegou em uma hora muito boa. Nota 10 ao desempenho da equipe jurídica e ao Sindicato! O trabalho realizado foi silencioso, rápido e muito satisfatório. Vencemos!”.