quinta-feira, 2 setembro
MP 1045, QUE RETIRAVA DIREITOS DOS TRABALHADORES, É REJEITADA PELO SENADO

VITÓRIA DA UNIDADE

 

Ao lado da diretoria do Sincomerciários de Rio Preto e dos 40 mil comerciários atuantes em sua base territorial a presidente Márcia Caldas celebrou a vitória da classe trabalhadora neste 1º de setembro no Senado Federal, com a derrota da Medida Provisória (MP) 1.045. O que seria uma nova reforma trabalhista chegou à Casa depois de ter sido aprovada na Câmara.

 

SENSIBILIDADE

 

A ação do Sindicato contra a sua aprovação no Senado foi imediata. Todos os 81 senadores receberam um ofício que destacava as maldades da proposta aos trabalhadores, ainda mais diante da perda de direitos. “A MP foi rejeitada por 47 votos a 27, placar que significa uma importante vitória aos trabalhadores”, diz Márcia. A presidente valoriza também o fato de as ações junto ao senado terem ocorrido de forma organizada e pacífica pelo movimento sindical. Ela conclui: “A unidade da nossa luta pacífica barrou mais este retrocesso contra o trabalhador. Agradecemos a sensibilidade dos senadores que estiveram do nosso lado”.

 

UNIDOS E MOBILIZADOS

O Deputado Federal e presidente da Fecomerciários, Luiz Carlos Motta, enfatiza: “A nossa vitória ontem no Senado revelou a importância de nos mantermos unidos e mobilizados frente a novos retrocessos nas relações de trabalho.
Com a sensibilidade de 47 senadores derrotamos a MP 1.045. Assim que votei contra as suas maldades na Câmara contei com o decisivo apoio da base sindical comerciária e trabalhadores de outras categorias para fortalecer a nossa luta e derrubar a famigerada MP. Este 1º de setembro foi histórico!”.